Espelho


.

"Tenho bobagens repentinas, carências urgentes, ausência de respostas, ansiedade concentrada, angústia que talha a carne, ciúme que dilacera o orgulho.Tenho saudade, receio e sorriso.Sentimentos vagos, carinhos inexplicáveis, paixões fulminantes e tesão noturno às terças-feiras.Mania de escrever, de me desculpar e de errar sempre os mesmos erros.Você consegue se definir?Ou sempre falta alguma coisa?"

One Response to “Espelho”

  1. Definir algo tão complexo como ser e matematicar quem somos. Que coisa impossível e sedutora! Tento todo dia saber quem sou e esbarro no corredor da sala com uma pessoa nova que tem a face que tenho. Essa criatura observa-me com um ar de quem quer saber também quem é a figura do outro lado do espelho. Permaneço olhando e reconhecendo as linhas que são as mesmas da minha face amarelada pelo sol de todo dia. Mas depois de contemplar entendo que há em mim e em todos nós um rio que passa cotidianamente levando muito e trazendo outras coisas que nos tormam mutáveis e indefiníveis.

Your Reply