Archive for 03/11

DO MEU JARDIM


.






Colheu algumas palavras,
umas miúdas, outras coloridas,
e as distribuiu em versos.


Nas entrelinhas, sob os versos,
semeou com cuidado
um punhado de desejos secretos
e devaneios impronunciáveis
para que um dia, despertos,
transcendessem as  palavras.


Então deu de presente ao moço - 
que os poemas, como as flores,
como as pessoas, têm mais vida
dedicadas a alguém.


Fernanda Pantoja


.

"O tempo existe, sim, e devora."

Você tem medo de dizer eu te amo?


.



VIAGENS DE GULLLIVER - vídeo


.


LER É TUDO DE BOM!!!
Leia a opinião da autora Ana Maria Machado sobre o livro As VIAGENS DE GULLIVER, Jonathan Swift:

A história das viagens de Gulliver foi uma das que mais encantaram minha infância. Lembro perfeitamente as figuras que meu pai me mostrava num livro grande, à medida que ia contando. Tinha um homenzarrão deitado no chão todo amarrado por cordinhas, e um monte de pessoas minúsculas em volta. Em outra página, o que me fascinava era uma cidadezinha em miniatura, completa, com casas, igreja, uma feira, carroças, cavalos e uma porção de gente. E depois, aparecia o herói em pé dentro d’água puxando uns navios que pareciam de brinquedo...Em seguida, quando chegava outra parte da história era o próprio Gullliver que virava um brinquedo, nas mãos enormes de uma menina,ou em sua casinha de boneca.Uma história incrível, divertida, que me fazia viajar também, só que na imaginação.Eu adorava.

As VIAGENS DE GULLIVER
Contexto histórico e social:

O homem europeu do século XV lançava-se em viagens perigosas, mares desconhecidos. Em Viagens de Gulliver, Swift satiriza aspectos políticos de sua época e revela as dificuldades que as longas viagens impunham aos marinheiros e suas famílias.

Jonathan Swift nasceu em Dublin, na Irlanda, em 1667. Órfão de pai, que falecera pouco antes de seu nascimento, Swift viveu da caridade de um tio por vários anos. Aos 21 anos, mudou-se para a Inglaterra em busca de melhor sorte. Humanista e contrário à tirania e à injustiça, Swift foi muito influenciado pela tristeza e pela miséria em que viviam os irlandeses, sob o domínio dos ingleses, e se tornou um intrépido defensor do povo oprimido. Por meio da sátira cruel de seus escritos, pretendeu despertar a consciência das pessoas omissas e indiferentes. Swift foi ao mesmo tempo popular e perseguido por autoridades britânicas.

Londres, na época de Swift, era um centro importante, difusor de cultura e economia no mundo todo. Seus cafés eram freqüentados por um público letrado, que discutia as decisões da Câmara dos Comuns, divulgadas em jornais.
Dublin, cidade natal de Swift, capital do Reino da Irlanda, era governada pela minoria protestante da Inglaterra. O domínio inglês já existia há algum tempo. Durante o reinado de Guilherme III (1689 a 1702), o Parlamento britânico passou a ditar as leis para a Irlanda, submetendo o comércio do país e mantendo-o em total dependência; a população vivia o desemprego, a pobreza e a fome. Esses e outros problemas indignavam Swift, fazendo dele um grande crítico de seu tempo.

O livro Viagens de Gulliver é um dos mais conhecidos de Swfit. Nessa obra, são narradas as aventuras do Dr. Gulliver em sua viagem por quatro países imaginários: Lilliput, habitado por seres diminutos; Brobdingnag e seus gigantes; Laputa, com seus sábios que só conheciam matemática e música; a Terra dos Houyhnhnms, uma sociedade formada por cavalos inteligentes e gentis, onde os homens eram irracionais. Inicialmente, Viagens de Gulliver não se destinava ao público jovem. Sob a aparência de uma aventura para crianças, de um "conto fantástico", a obra satiriza a sociedade inglesa do seu tempo, em particular, e a condição indigna a que foi reduzida a humanidade, em geral.




PERGUNTO-TE ONDE SE ACHA A MINHA VIDA


.





Pergunto-te onde se acha a minha vida.
Em que dia fui eu. Que hora existiu formada
de uma verdade minha bem possuída

Vão-se as minhas perguntas aos depósitos do nada.

E a quem é que pergunto? Em quem penso, iludida
por esperanças hereditárias? E de cada
pergunta minha vai nascendo a sombra imensa
que envolve a posição dos olhos de quem pensa.

Já não sei mais a diferença
de ti, de mim, da coisa perguntada,
do silêncio da coisa irrespondida.



Cecília Meireles

LABIRINTITE


.

Inesperadamente, perdi-me em labirintos.Expressão um pouco errônea para designar tal patologia, mas, ao meu ver, cumpre sua função.Confusão total de ações e a sensação de que as coisas perderam o foco.Quatro dias de inércia total, o que para mim, significou tortura.Detesto depender dos outros, pedir que façam por mim, dormir, dormir, repousar...
Enfim, passou... 
Inteira, amanhã recomeço. 


"Na minha memória, tão congestionada - e no meu coração - tão cheio de marcas e poços - você ocupa um dos lugares mais bonitos."


.


Uma nobre verdade:
Entendi que dor todo mundo
sente do mesmo jeito,
pois todos somos gente.

Mas esticar o sofrimento,
isso não, a gente escolhe,
é diferente.


Ulisses Tavares

SAUDADE...


.








"Dói, um pouco. Não mais uma ferida recente, apenas um pequeno espinho de rosa, coisa assim, que você tenta arrancar da palma da mão com a ponta de uma agulha. Mas, se você não consegue extirpá-lo, o pequeno espinho pode deixar de ser uma pequena dor para transformar-se numa grande chaga."


Caio F.